quarta-feira, 23 de março de 2011

Vá viver, animal!

Cair na pista; fazer a fila andar (ou tirar racha); doar o bombonzinho para o universo... Tudo faz parte da mesma regra: vá viver, animal!

Nós - mulheres amalucadas, meninas depressivas, safadas enrústidas, criaturinhas egoístas, mulherzinhas apaixonadas por menininhos volúveis, prestemos atenção: pára tudo!!! Ora, ficar abocanhando migalhas de atenção? - Que coisa "sem noção"!

Fazer a fila andar? - Lógico, paremos de reclamar que não encontramos ninguém interessante, que todos os homens são chatos, que só pensam em sexo (como se isso fosse problema!) e que não sabem conversar (como se nós não falássemos asneiras!). 

Quanto à parte mais complicada, "doar o bombonzinho para o universo", vale lembrar que ,  independente de abrir-mos mão ou não do chocolatinho, existem um montão de vacas-sacanas que  o lamberam ou irão lamber e - toda vez que o pegarmos de volta para reavivar nosso amor - é assim que ele virá (lambido, mordido e rodado). Pensemos nisso, se não houver nada de nobre que nos convença a dar espaço para que outro amor chegue até nós, como por exemplo a auto-estima e o amor próprio, então que seja por  uma questão de quase-vingança (não é bonito, mas é válido).

Gente, que tal deixar a máscara da "boa moça" de lado e viver o outro lado, o  da "bonitinha e ordinária"? - Vamos montar uma catraca eletrônica e distribuir cartão para todos os machos com potencial de beijo bom. Os simpáticos e bonachões também (por que não?), eles são necessários para nos distrair.

Lembro que certa vez houve uma reunião de diretoria numa organização muito conhecida, todas as pessoas convocadas eram cultas e inteligentes (mestres e doutores). Em dado momento, começaram as  conversas leves para relaxar da pauta enfadonha, eis que uma mulher (nota mil) diz: "para eu me relacionar com alguém, preciso antes ver o cúrriculo", ao que o colega macho (nota mil) responde - "eu dispenso o -rrículo e fico com a primeira sílaba".

Os homens são dadivosos, não exigem tanto de nós, basta um visual legal, um bom perfume e saber rebolar (e este "rebolar" não quer dizer que precisemos saber dançar). Enquanto nós mulheres, crianças tolas, ficamos fazendo comparações, criando situações, fazendo pesquisa de campo, perguntando demais... Chega disso mulherada, vamos passar um brilho nos lábios, estampar um sorriso alegre, deixar o cúrriculo em casa (afinal, a princípio, ele vai se interessar somente pela primeira sílaba) e vamos viver nosso lado selvagem-despudorado... 

Queridas amigas, liguemos o "foda-se" e deixemos que ele pisque na cara do infeliz que não nos dá o valor que merecemos!!! 

Agora uma conversinha ao pé-d'ouvido: "amiga  adorada, concentra suas energias em você; respeite suas necessidades; não relute contra as verdades que lhe são jogadas ao focinho; reacenda sua luz interior mesmo que as vezes ela pareça fraca como o neon dum velho motel (insista!); seja arrojada, não disperse a atenção de seus antigos objetivos (aqueles que já existiam antes desta criatura atravancar a sua vida)... Respeita a regra, animal!"
Quando ondas de raiva lhe invadem o sangue é o momento de agir porque a espera é um veneno que mata lentamente.
A inércia ou uma ação contrária à nossa alma é uma espécie de morte prematura. Portanto, faça um patchwork dos seus sentimentos-trapos e vá viver!

Veja, no poema abaixo, como um homem deve contemplar uma mulher:


Quem vê, Senhora, claro e manifesto
O lindo ser de vossos olhos belos,
Se não perder a vista só em vê-los,
Já não paga o que deve a vosso gesto.


Este me parecia preço honesto;
Mas eu, por de vantagem merecê-los,
Dei mais a vida e alma por querê-los,
Donde já não me fica mais de resto.


Assim que a vida e alma e esperança,
E tudo quanto tenho, tudo é vosso,
E o proveito disso eu só o levo.


Porque é tamanha bem-aventurança
O dar-vos quanto tenho e quanto posso,
Que, quanto mais vos pago, mais vos devo.


2 comentários:

  1. Aninhaaaaaa apesar da terapia de choque ..rsss , amei o post Va Viver a Vida Animal ...vale a pena ser compartilhado, é uma lição para muitas mulheres me incluindo ...aff , aprenderem a se despegar das coisas ruins e viverem suas vidas , sem vergonha ..rss , sem medo ! Você se superou mais uma vez ! Beijos sou sua fã ..rss!

    Andreia

    ResponderExcluir
  2. Procuro este poema nas paredes do metrô.
    Não é a ele que busco.
    É sua sinceridade verborrágica.

    ResponderExcluir