segunda-feira, 23 de maio de 2011

Fim de jogo!

"Para matar a saudade, bebida forte; nossa música; noutra boca os lábios teus... O único momento em que te esqueço é quando gozo, por isso tenho gozado muito desde que partistes! "

"A saciedade em sí é maravilhosa, triste é perder a vontade."

"O ponto cego; o ponto morto, o ponto G, o ponto de equilíbrio, o ponto e vírgula, o tempo de todos os pontos e ponto final."

"Sofremos da consciência de Augusto à razão du Bocage - e restaram-nos apenas: meu vinho; teu jazz e parte de nossa literatura."

Imagem: blogs.estadao.com.br

Um comentário:

  1. "Sofremos da consciência de Augusto à razão du Bocage - e restaram-nos apenas: meu vinho; teu jazz, parte de nossa literatura." E você em todos os poros.

    ResponderExcluir