terça-feira, 30 de julho de 2013

SINAIS

Louca que fui,
Acreditei em dominio próprio,
Quando de próprio nem patrimônio tenho.

Feliz que sou,
Não pude conter sentimentos,
Acreditam em jejum e devoção,
Quanto menos os alimento mais energia.

Certamente não me entrego sem luta;
Quanto mais queda de braço
Mais proximidade e sintonia.

O humano cansaço deitou-me em duros solos,
Acima do nível do mar, abaixo do nível de amar; 
Desisti de ter, desisti de ser, desisti de sentir,
Desisti de lutar... 

Nessas descontruções,
Encontrei outros sentidos, outras sinalizações,
Menos o PARE.


Nenhum comentário:

Postar um comentário