quinta-feira, 21 de agosto de 2014

DESCOMPROMISSO

Amanhã completarei 39 anos de idade! - Posso dizer: UAU, que maravilha! ou... Puta-que-pariu co-co-to fazendo aqui??? 
A verdade é que pouco se me dá, tanto faz mesmo, nem me importo com a idade. Aliás, para não ser hipócrita, me preocupam sim as dores (dor nos joelhos, dor nos ombros) e os preços dos suplementos vitamínicos que ando tomando, somente.
Me contaram recentemente que as frutas enxertadas (não sei se todas) tem origem num pé de limão porque o bichinho cresce rápido, daí inventaram de lhe cortarem o tronco e enxertarem alí no corte a coisa "geneticamente modificada" da laranja-pera, laranja-cravo, da carambola, da jaboticada, etc.
Pode parecer uma bobagem, mas continuemos na abordagem deste tema para ver no que vai dar!
As frutas provenientes deste tipo de arvores começam a brotar muito cedo, contudo a vida útil da planta é reduzida. Ao contrário das árvores normais, sem enxerto, que demoram a gerar frutos e passam muito mais tempo de vida, naturalmente, dando. Até ai muito lógico, fácil de entender!
Esta lógica não pode ser usada para o ser humano em seu comportamento sexual, por exemplo. Tem gente que demora a dar frutos (não estou falando de gerar filhos), começa a dar, pouco depois não dá mais nada. Pode ser que o solo ou a época não tenham sido apropriados! Também pode ser que a semente seja ruim e pronto! - A verdade é que quem gosta de dar insiste até não mais poder.
Outra coisa que aprendi recentemente: esqueci! Sério, não consigo lembrar de nada que eu queira comentar. Esta coisa de filosofar "qual o sentido da vida", "por que sofremos", "o copo está meio cheio ou meio vazio", "por que uns têm olhos azuis bem harmônicos e outros são zarolhos"... Ah, que saco!!!
Na boa, estou super a fim de que as árvores frutíferas cresçam e gerem jaboticabas enormes, carambolas bem verdinhas, laranjas suculentas, todas gostosas para eu colher e comer e chupar e tudo sem me lembrar da história da "porra" da genética modificada. (Sem ofensas! Reconheço a importância do avanço cientifico! Só não quero pensar nisto! Nem ficar pedindo desculpas por me expressar como eu quero, justo aqui, onde posso!).
Outra coisa, quanto ao comportamento sexual do ser humano, cada um sabe de sí, se não sabe saberá, então quer dá, que dê; não tá com vontade, não dê. Preocupemo-nos em nos agradar e nos fazer gozar! Cada um com seu cada qual, no seu quadrado, ocupando seu espaço, cuidando de seus gemidos.
Por fim, acredito que o prazer pode ser alcançado ao darmos, ao recebermos, ao ouvirmos uma música, ao dançarmos, ao apreciarmos algo bonito, ao convivermos com pessoas queridas, ao comermos, ao bebermos, ao vivermos com simplicidade. 
Quanto menos complicação mais leveza! Quanto mais idade menos certezas! E parabéns para mim!!! Uhuuuuu! Eheeeee! Eitaaaa Lasquera Serenaaaa!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário