segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

SEMENTES DE FELICIDADE!


Quando se pode acreditar que quem lhe sorri lhe gosta; quem lhe olha nos olhos diz a verdade; quem lhe abraça não pode lhe machucar; que o que é dado não pede paga; que boas oportunidades chegam somente em momentos felizes; que o mais velho é o mais responsável; que pai não mente; que mãe reconhece sempre seu esforço; que todo irmão é amigo... - É prova que o dicionário não tem necessidade de significar a palavra desilusão! 

Certa vez uma garota pediu um pão doce a um velho amigo da família e ele lhe deu dois pães, não sem antes lhe pedir em troca que empunhasse uma vassoura e varresse um vasto salão. O vasto fica por conta dela ter apenas cinco anos de idade e, também, por a vassoura pesar como chumbo.
A garotinha aprendeu a pedir pão ao velhinho somente quando tivessem se esgotado todas as outras possibilidades de ganhar o pão... Como era comilona, sempre varria o chão... A fome supera a preguiça!

Na páscoa foram comprados ovos para os filhos e os sobrinhos... O marido, sabendo que havia outra criança visitando sua casa, falou à esposa sobre o necessidade de comprar mais um ovinho para dar a esta criancinha... A esposa, generosa e fria, respondeu-lhe enfaticamente que não, não era necessário pois que a criança nada era deles. Só que a criança ouviu! E, daquele instante em diante, mesmo que lhe dessem o maior ovo do mundo, nada iria conseguir passar pelo nó que se fez em sua garganta! - É que criança tem memória emocional que dura uma velhice inteira!

Sementes de felicidade devem ser plantadas na infância do ser, em qualquer idade, desde que a inocência não lhe tenha sido roubada. Desde que o solo fértil de seu coração ainda não tenha sido envenenado por palavras rudes e gestos egoístas.

Quando se pode ser feliz sem dar justificativas! Quando se pode refletir e manifestar sua opinião sem temor de ferir suscetibilidades! - É preciso agradecer! 

E mesmo quando a dor parecer inevitável e as tristezas e complexos já tiverem feito morada em nós... - É preciso compreender que Cristo é a água que rega as sementes de felicidade que moram quietinhas nas profundezas dos nós que os homens fizeram em si mesmos e uns nos outros!  Urge querer e permitir a renovação através do poder do amor de Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário