sábado, 3 de junho de 2017

PERDOAR - Por um Mundo Melhor!


Toda vez que rezo a oração do "Pai Nosso" eu dou uma engasgada naquela parte que diz "perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos nossos ofensores" ou como alguns dizem "perdoai as nossas dividas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores"... É que quando falo isto pra Deus sinto como se não estivesse sendo verdadeira, não completamente verdadeira, sei lá! Dá uma vergonha danada! - Porque sei que ainda não estou perdoando como devo perdoar e como falo na prece!

E Deus sabe disso! Sim ele sabe, ainda assim me escuta e leva em consideração! Sou muito grata a Ele por isto!

Estudando a Doutrina Espírita descobri que Deus não perdoa ninguém, nenhum de nós! Simplesmente porque Ele sabe que estamos em fase de aprendizado e tão logo tenhamos aprendido e introjetado em nossa consciência acabaremos nos policiando e reprogramando atitudes erradas - desde as mais simples às mais complexas - como por exemplo a falta de perdão.

Aceitei também a ideia de que todos nós que temos alguém a perdoar somos ou orgulhosos, ou egoístas ou  vaidosos. Quando não somos um dos três, somos os três ou somos dois dos três! Ou seja, somos ou uma coisa, ou duas coisas, ou as três coisas juntas! Vamos ver, segundo explica Anete Guimarães...

O egoísta é aquele que age assim: "primeiro eu, depois os meus e para os outros NADA!".

O orgulhoso é aquele que acredita que é o melhor, ele age assim: "eu sou o melhor! Eu sei, eu me basto! Se ninguém acreditar que sou o melhor, tanto faz, sou o melhor mesmo assim!"

O vaidoso é aquele que acha que é o melhor e quer que todo mundo saiba: " eu sou o melhor, sou o mais bonito, sou o mais inteligente e TODOS devem saber disso!" - Não importa tanto o SER, mais importante que isso é PARECER! 

Ora, quem no mundo não é um pouco EGOÍSTA, um pouco ORGULHOSO, um pouco VAIDOSO?
Quando não conseguimos perdoar, mantemos uma pequenina "ferpa" cravada no tecido do coração, e enquanto vivermos com este sentimento ruim, nosso coração ao bater mexe a "ferpa" e nos causa dor e incomodo!

Não dá para esquecermos que estamos vivos, nem que temos coração, nem que temos uma dor sem cura e com potencial para ferir cada vez mais! Estamos simplesmente atados a uma situação, a uma pessoa, a um lugar, a um objeto, ou seja lá quem ou o que se tornou a "bandeira" de nossa infelicidade! Alguns de nós levam a existência inteira presos à uma mágoa!

O perdão é o único remédio capaz de libertar nossa mente! Deixar a ferida cicatrizar, arrancando de nosso coração toda e qualquer razão de dor e incomodo! - Perdoar não é instantâneo, requer tempo para cumprir todo seu ciclo!

O ciclo do perdão começa com a VONTADE de perdoar! É quando tomamos consciência de que devemos nos libertar da mágoa! Daí vem, quando possível,  o encontro com aquele que nos é / foi o grande desafio (a vida se encarrega disso de uma maneira natural, a oportunidade chega)! Quando não é possível a presença física com certeza é possível através da força do pensamento, é só imaginar a pessoa e conversar francamente com ela! -  Depois vem a fase da aquietação, aquietar a mente e refletir! Aos poucos vamos nos acostumando a viver sem peso, sem dor, sem mágoa... E voltamos a sorrir!!! Voltamos a ter o domínio de nossa vida, somos novamente livres, nossa mente volta ter equilíbrio e lucidez! 

Quando o equilíbrio se estabelece notamos que na verdade perdão NUNCA se tratou de algo entre nós e alguém e que SEMPRE se tratou de algo entre Nós e DEUS. Porque pode ser que a pessoa não se modifique ou que a situação externa não melhore MAS nós nos modificamos, nós melhoramos. E nossa relação conosco e nosso entendimento das leis de Deus, colaboram com nosso progresso, contribuem para nossa harmonização com as energias positivas que  transitam no universo. Nossa mente em estado de lucidez gera força motriz capaz de nos fazer voar, conseguimos ir além do "aqui e o agora" e nos tornamos arquitetos de um mundo melhor! Nosso mundo melhor por dentro e por fora!   



" ENTRE VOCÊ E DEUS – Madre Teresa de Calcutá

Muitas vezes, as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas.
Perdoe-as, assim mesmo.

Se você é gentil, as pessoas podem acusá-lo de egoísta, interesseiro.
Seja gentil, assim mesmo.

Se você é um vencedor, terá alguns falsos amigos e inimigos verdadeiros.
Vença, assim mesmo.

Se você é honesto e franco, as pessoas podem enganá-lo.
Seja honesto e franco, assim mesmo.

Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja.
Seja feliz, assim mesmo.

O bem que você faz hoje pode ser esquecido amanhã.
Faça o bem, assim mesmo.

Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante,
Dê o melhor de você, assim mesmo.

Veja você que, no final das contas é

Entre Você e Deus e não entre você e os homens."

Nenhum comentário:

Postar um comentário