quinta-feira, 19 de julho de 2018

QUAL A QUESTÃO

"APRENDI QUE DEVEMOS SER LEAIS, NÃO SOMENTE ÀS PESSOAS COMO TAMBÉM AO SENTIMENTO QUE TEMOS POR ELAS.  - Anna Araújo"

A questão é ser verdadeira com seus sentimentos, compreender que antes de nos relacionarmos com as pessoas temos um compromisso conosco e com o que sentimos por elas.

Muitas vezes quando um relacionamento acaba, as pessoas se separam, a vida segue... Porém, e este porém sempre atrapalha, ficam sentimentos que precisam ser trabalhados dentro de nós e, para isso precisamos ser honestos conosco. 

Ocorre que - não raras vezes - emendamos um relacionamento no outro, como se para resolver nosso interior tivéssemos que manter as aparências de que tudo está bem, que não estamos sós e que temos o controle de nossa vida. Casais se separam e buscam substitutos, substituem o outro ser como se fosse apenas uma questão de "ter alguém", como ter um carro - uma casa - uma roupa - um sapato... 

E os anos vão passando, vamos ficando sobrecarregados emocionalmente, vamos nos sentindo moralmente falidos por falharmos conosco (isto quando há alguma reflexão, um olhar para dentro), percebemos que nos falta algo - lembramos do passado e sabemos que ficou algo por resolver com alguém em algum lugar ou, as vezes, ficaram algumas coisas para resolver com algumas pessoas em alguns lugares...

Se houver um modo de voltar e resolver, sorte grande a nossa, tudo bem. E quando não há um modo de voltar no tempo, de reencontrar pessoas, de dialogar? Outra coisa, e se aquele sentimento só está mal resolvido para nós? - Porque, sim, o tempo passou e o outro se modificou e se libertou. E quando temos este entendimento, notamos que ficamos parados no "tempo emocional" que sequer tem importância atual para o outro, mas ainda tem para nós.

As pessoas não são todas "mal resolvidas" , algumas se dão tempo para sarar as feridas, algumas compreendem a importância de "estarem inteiras" numa nova relação, algumas vão se transformando interior e conscientemente... Graças a Deus nem todos são desertores de suas batalhas intimas, existem aqueles dentre nós que são mais equilibrados, que esperam o momento certo e sabem como digerir seus sentimentos, expressar suas angustias, superar suas frustrações, potencializar suas alegrias, cultivar suas certezas!

Quando eu crescer, espero ser melhor, bem melhor que sou hoje! Por enquanto, quando acerto - e se acerto é pelo muito que já errei - me sinto no dever de comemorar. Estou feliz comigo mesma hoje, estou sendo leal para comigo e para com meus sentimentos!

Qual a questão? - A questão é ser auto responsável, é não enganar a si mesmo nem ao outro... Ser melhor dia a dia, um dia de cada vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário