sábado, 1 de junho de 2019

Estou Comprometida Comigo!

O tempo passa rápido demais... Nós falamos isto como se esta frase, por si só, justificasse nossa ausência, nossa falta de iniciativa para mudar, nossos sonhos deixados de lado, nosso bem estar, nosso convívio com aqueles que amamos, nossa falta de desvelo para cultivar novas amizades...

"Tá muito corrido neste período!" - Pronto, tudo certo, tudo resolvido! E continuamos a agir como sempre agimos. Até que chega o dia em que nos olhamos no espelho - do retrovisor do carro / do banheiro num restaurante / de casa - e nos percebemos melancólicos. 

Mesmo sem ter tempo pra nada, aparecem sintomas de "qual é o sentido da vida?" - então, por segundos paramos, retocamos o batom, e voltamos pro agito. Não dá tempo de refletir sobre isso agora... "Vida que segue!"


O compromisso conosco, vira como que uma festa com videokê - quem lembra sabe. Nas festas com videokê - podemos ficar em destaque, cantando, cantando, escolhendo musicas, rindo, bebendo... Sem conversar com ninguém! Sem parecer antipático, sem ser notado em nossa falta de habilidade para diálogos (já que não tem clima nem ambiente propício a isso), então podemos parecer fazer parte do grupo, sem sequer precisarmos nos importar em realmente estar de corpo e alma com as pessoas.

Estamos realmente precisando ter coragem de nos comprometer conosco, lembrando que precisamos uns dos outros. Precisamos ser mais honestos com a real qualidade e o aproveitamento positivos de nosso tempo.


Retrato

Eu não tinha este rosto de hoje, 

assim calmo, assim triste, assim magro, 
nem estes olhos tão vazios, 
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força, 

tão paradas e frias e mortas; 
eu não tinha este coração 
que nem se mostra. 

Eu não dei por esta mudança, 

tão simples, tão certa, tão fácil: 
- Em que espelho ficou perdida 
a minha face?

Cecília Meireles , Antologia Poética. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2001.